Osório Caldeira – Gatinha Louca

por Bruno Raposo

O look de Osório Caldeira não deixa margem para dúvidas: vamos falar de “roquenrrol” do bom neste post. A perfeição da popa, o bigode que deixa qualquer pai de família envergonhado e o fato engomado fazem de Osório o maior galã de Oiã (viram isto que fiz agora?).

Natural de uma terra em que, a maioria das pessoas apenas conhece a torre de água com o nome da freguesia inscrito em letras garrafais, Osório Caldeira é uma figura emblemática local. Um cidadão activo, que foi candidato em 2013 à Freguesia de Oiã pelo Mifro (Movimento Independente da Freguesia de Oiã) (vejam o cartaz, vale a pena) e nas últimas eleições foi um dos candidatos da lista do UPOB (Unidos por Oliveira do Bairro). A melhoria ao nível do cartaz foi evidente, mas mesmo assim o UPOB não foi além dos 15% de votos. Certamente não teve um hino composto por Osório, temos a certeza que se assim fosse os resultados poderiam ter sido outros.

O Portal Pimba tentou em vão contactar Osório Caldeira pelo facebook. Gostaríamos de saber mais sobre a carreira deste artista, uma vez que as informações que encontramos na internet são muito escassas. As únicas informações que conseguimos obter foram através de um cidadão de Oiã, que preferiu manter o anonimato, e que nos informou que o cantor de Gatinha Louca continua por Oiã onde possui um café. Um dia ainda paro lá para dois dedos de conversa.

Neste tema que dá nome ao álbum, Osório fala do amor impossível por uma tal Gatinha Louca. Esta por sua vez está apaixonada por outro e não liga ao nosso Osório, ele desesperado grita :”Sei que te quero e desesperooooo” e a meio da música é já impossível não cantarmos com ele em solidariedade para com o nosso Galã de Oiã. Não sei se a esperança que  Osório manifesta deu bom resultado, mas espero sinceramente que a Gatinha Louca tenha cedido aos encantos de Osório depois de ouvir esta maravilhosa canção. Eu cedi.

 

 

You may also like

Leave a Reply